16/10/2016

#Projeto: Kinders' Week


Já reparam que somos constantemente rotulados? Somos rotulados pela religião que seguimos, pelas roupas que vestimos, a comida que comemos, as músicas que ouvimos. Somos colocados em categorias por nossos amigos, nossos familiares, pela sociedade, pelos professores e assim por diante.

Isso me incomoda tanto, e ultimamente esse incomodo tem crescido mais. Eu sempre fui rotulada, principalmente no meu meio familiar. Cheguei a um ponto em que eu não me reconhecia fora dessa categorização que eles puseram em mim. Hoje eu penso, será que eu faço e falo as coisas que eu realmente quero, ou o que eles querem? "A filha única", "a neta mais velha", "você tem que ser exemplo", "ela é estudiosa", "esforçada", "nós não queremos isso pra sua vida", "eu quero que você se case com um homem de Deus".

Essas são algumas das falas que eu ouço de algumas pessoas da minha família e também de alguns amigos. Eu achei que estava acostumada a ouvir isso, mas ultimamente isso tem me deixado cada vez mais desanimada. Eles esperam tanto de mim, eles procuram a perfeição em mim. Eu não posso errar, e acreditem, eu tenho medo de erar, de decepcioná-los, e por conta disso, me sinto presa na hora de tomar decisões.

Os esteriótipos são grandes e são colocados por todos, em qualquer lugar que eu fomos. Eu estou em uma grande luta tentando quebrar alguns desses rótulos, além de tentar me encontrar naquela categorização que eu realmente me identifico, sozinha. Não rotule as pessoas, não coloque demasiadamente expectativas em cima dela, não a julgue pelos erros ou acertos, aceite-a assim como ela é. 

Até a próxima ♥

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Adorei seu texto, realmente esses rótulos constantes em nossas vidas, podem cortar nossas asas, deixar-nos desconfortáveis e até quebrados por dentro. A luta contra eles é incessante, mas no final vale a pena quebrar essas barreiras.!!
    Beijos kinder ♥

    ResponderExcluir

Design e Desenvolvimento por Bruna Leite