04/02/2017

Eu, Christiane F. (...) - Kai Hermann e Horst Rieck

My Universe - resenha literária

Hoje venho para trazer para vocês uma resenha de um livro que mexeu muito comigo. Desde As Vantagens de ser Invisível que eu não me sinto tão tocada através de uma história relatada em um livro.

Eu, Christiane F. é um livro que eu desejei por muito tempo. Li uma resenha no blog da Dani Farias e desde então o adicionei na minha lista de desejados. Mas não tinha noção de quão trágica era a história de Christiane. E foi um dos livros que eu mais demorei para concluir a leitura, mais exatamente dois meses.

Christiane é uma criança que se muda para Berlim por causa do trabalho de sua mãe, mas desde que a família saiu do campo tudo foi desmoronando. O trabalho da mãe não deu certo, a casa nova também não e eles passam a morar em um minusculo apartamento em um Conjunto Habitacional. O pai de Christiane não para de beber e de descontar as frustrações através de surras ora em sua mãe, ora nela e na irmã mais nova. 

Ninguém percebe que por conta de tanta tristeza e frustração Christiane acaba se envolvendo em situações que não são para crianças. Primeiro ela passa a beber, com 12 anos. Depois do divórcio dos seus pais e de sua irmã ter escolhido morar com o pai, ela passa a cada dia mais se perder. Começa então a fumar haxixe e a beber vinho, e em questão de meses passa a ingerir LSD e outras pílulas e daí em diante tudo vai desmoronando. Com 13 anos Christiane já está consumida pelo vício em heroína e está a um passo da prostituição.
"E fui descobrindo uma natureza desconhecida. Tudo se dissolvia em cores, formas e sons, refletindo o meu humor do momento. Achava realmente bacana a vida que levava. Durante vários meses me senti quase contente comigo mesma!"
Os capítulos são intercalados entre os relatos da própria Christiane, da mãe, de responsáveis pelo local onde a garota começa a se drogar pela primeira vez e, também, outras pessoas que conviveram com ela. A principio os autores tinham como objetivo apenas entrevistá-la para uma pesquisa sobre problemas na adolescência, mas após conhecerem um pouco sobre a história dela, resolveram transcrever tudo neste livro. Neste momento, Christiane estava com 15 anos de idade.

É muito triste e também muito preocupante saber que esse tipo de coisa não é ficção e que muitas crianças não só na Alemanha, que é o caso do livro, mas em todo o mundo passa por situações como esta e as vezes até muito piores, indo a óbito. É angustiante saber que as autoridades, os professores e as vezes os familiares estão cientes do que está acontecendo com essas pessoas, porém não se prontificam para fazer nada a respeito.

Os relatos que Christiane vai nos dando ao decorrer do livro me causou uma grande angústia e tristeza, e em muitos momentos tentei imaginar se eu faria algo diferente se estivesse no lugar dela. Outras vezes me recordei de um caso em que ocorreu em minha família e novamente me peguei me sentindo muito mal  com a leitura. Mas quero deixar claro que isso ocorreu diante do conteúdo e não por conta da escrita dos autores!!

Recomendo este livro para todas as idades, pois, definitivamente, é necessário conhecermos mais casos como estes para não nos tornamos pessoas cegas e surdas diante de uma situação parecida!

Espero que tenham gostado!
Até a próxima  

Nota: 5/5
Editora: Best Bolso
Páginas: 318
Autores: Kai Hermann e Horst Rieck
IBSN: 978-95-7799-234-8

P.S: Galera, essa é uma resenha pessoal, feita através do meu ponto de vista referente ao livro. Isso não significa que você terá a mesma opinião que a minha após ler este livro! Obrigada (:

Comente com o Facebook:

Design e Desenvolvimento por Bruna Leite